terça-feira, 22 de maio de 2018

Vereador Joãozinho do Salgado anuncia afastamento de seu mandato. (atualizada)

A última Sessão da Câmara de vereadores de Banzaê, na segunda-feira (21) teve uma grande surpresa: o vereador Joãozinho do Salgado anunciou seu afastamento dos trabalhos legislativo. A notícia pegou a muitos de supresa. Havia tempo que essa conversa existia, mas nunca foi concretizada.

Com a sua saída, entra o vereador que está como segundo suplente do grupo da Situação: Didi da Mirandela, pois a primeira suplência era Dedezinho. Porém esse ja ocupa, desde 2017, a Secretaria de Finanças. Além desses, coagita o afastamento de um segundo vereador. Com isso, assumirá terceiro suplente dos vereadores da Situação: Roger do Hospital.

Segundo o que se especula, o vereador Joãozinho passará assumir a Secretaria de Relações Politicas (Públicas), na qual o vereador cotado a assumir já atuava como um dos membros. A referida Secretaria era assumida pelo Primeiro Cavalheiro, o senhor Marcão, e este o que fará ainda não se sabe. O que se sabe é que existe uma denúncia de nepotismo contra a Prefeita Jailma Dantas. Talvez esse seja um dos motivos.

Mas até o fechamento dessa matéria, o Montinuis não havia conseguido informações oficiais. Mas estamos em busca.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Ex-deputado Luiz Argolo: pagamento de R$ 1.952.691,30, dividido em 152 meses

O ex-deputado Luiz Argôlo, do Estado da Bahia, propôs à Justiça Federal no Paraná parcelar a dívida com a Lava Jato, de R$ 1.952.691,30, em 152 meses. Condenado há 12 anos e oito meses por corrupção passiva e lavagam de dinheiro, o baiano tem de pagar R$ 1.323.597,62 por reparação do dano e multa de R$ 629.093,68. Argôlo foi preso em 10 de abril de 2015 e, até dezembro do ano passado, estava preso no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, Curitiba. Atualmente, ele está em regime fechado em Salvador. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo → Blog do Joilson Costa.

Bloqueio de R$ 12,3 milhões dos deputados estaduais Carlos Ubaldino e Angela Sousa: Operação Águia de Haia

A Justiça Federal ordenou o bloqueio de R$ 12,3 milhões dos deputados estaduais Carlos Ubaldino e Angela Sousa, ambos do PSD, e outras 10 pessoas, todas rés no âmbito da Operação Àguia de Haia, que investiga desvio de recursos federais para a Educação em municípios baianos. A indisponibilidade dos bens, decretada nos meses de janeiro e abril deste ano, foi feita no âmbito das apurações de irregularidades nas verbas para a área do município de Buerarema, interior do Estado da Bahia. A Corte atendeu pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF) em Ilhéus/Itabuna, que investiga junto com a Polícia Federal o esquema criminoso com atuação em prefeituras baianas.

Já na ação penal, o MPF requer a condenação de todos os réus por fraude a licitação e desvio de verbas públicas, menos Astor Vieira Júnior e Rogere Sousa Magalhães, que respondem apenas pelo crime licitatório. Além disso, o órgão requer, também, a condenação de Mardes Lima Monteiro de Almeida, Kleber Manfrini de Araújo Dourado e seu pai, o ex-prefeito José Bonifácio Marques Dourado, por corrupção passiva, assim como a condenação de Kells Belarmino Mendes por corrupção ativa, A deputada estadual Ângela Maria Correa de Sousa e seus então assessores, Lucas Lopes da Silva e Frederico Vesper Silva Rodrigues, além do deputado Carlos Ubaldino, réus na ação de improbidade, não foram denunciados pelo Ministério Público Federal de Ilhéus em virtude do foro privilegiado a que fazem jus. Do Bahia Notícias.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Victor & Léo: primeira atração do Arraiá do Banza 2018

A Primeira atração confirmada para o melhor São Pedro da História, é a dupla sertaneja de renome internacional, VICTOR & LEO. E o lançamento oficial do Arraiá do Banza 2018, vai acontecer no dia 24 deste mês, em coletiva da prefeita Jailma Dantas a imprensa de toda região no Auditório Maria Lina de Novais (Secretaria de Educação). Informação: ASCOM PMB.

Lula será candidato em 2018?

A direção nacional do PT deu início à montagem da campanha à presidência da república de Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente indicado ao Nobel da Paz: o partido começa os trabalhos de organização e instalação de comitês e do alinhamento do discurso; assim, o PT afasta as discussões sobre o "plano B", que começavam a truncar o cenário eleitoral do campo progressista, já confuso também em função da sucessão de 'balões de ensaio' e desistências no campo do golpe; o PT entende que a situação legal da candidatura Lula não é assunto encerrado e promete dar início a uma campanha histórica pela volta da democracia diante da inédita situação de um preso político que lidera todas as pesquisas de intenção de voto e de um partido que voltou a crescer a a conquistar a confiança em escala da população.

247 - A direção nacional do PT deu início à montagem da campanha à presidência da república de Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente indicado ao Nobel da Paz. O PT afasta, assim, as discussões sobre o "plano B", que começavam a truncar o cenário eleitoral, já confuso em função da sucessão de 'balões de ensaio' e desistências. O PT entende que a situação legal da candidatura Lula não é assunto encerrado e promete dar início a uma campanha histórica pela volta da democracia diante da inédita situação de um preso político que lidera todas as pesquisas de intenção de voto e de um partido que voltou a crescer a a conquistar a confiança em escala da população.

"Na semana passada, a corrente majoritária do partido Construindo um Novo Brasil (CNB), que preside o PT, decidiu insistir na candidatura de Lula até o fim, mesmo que isso leve o partido ao isolamento na eleição presidencial. O próprio ex-presidente, em carta, deu o recado: “Se aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime”. A ideia é transformar a campanha em um palco para a defesa de Lula. “Só estamos pedindo o direito de seguir apoiando nosso candidato”, disse na sexta-feira o ex-ministro Gilberto Carvalho.

Lideranças da CNB vão levar para deliberação da executiva nacional propostas para a criação imediata de dois comitês físicos de pré-campanha em São Paulo e Brasília, agilizar o processo de apresentação das diretrizes do programa de governo, intensificar as conversas com o PR sobre a possibilidade de o empresário Josué Gomes da Silva ser o vice de Lula – o que passaria também pelo processo de convencer o filho do ex-vice-presidente José Alencar aceitar ser registrado – e a definição dos nomes autorizados a representar o ex-presidente em debates e entrevistas."
Leia mais aquiDo Brasil 247